BLOG DO EDY: MAIS UM TAUAENSE COMPLETA 100 ANOS DE VIDA

sexta-feira, 28 de março de 2014

MAIS UM TAUAENSE COMPLETA 100 ANOS DE VIDA


Mais um Tauaense chega aos 100 de idade.Trata-se de Luiz Rodrigues da Silva (Lulu).Ele nasceu no dia 29/03/1914, numa localidade chamada de Poço da Panela (Hoje o nome é Boa Sorte), no Sítio Arraial.Filho de Raimundo Carlos da Silva e Maria Rodrigues da Silva.É o segundo de 16 filhos.Começou a falar apenas aos 3 anos...Não se sabe se esse é um dos motivos pelos quais gosta tanto de conversar...

Perdeu a mãe aos 6 anos.Começou a trabalhar aos 10 anos porque o pai era doente do coração e ele teve que ajudar a sustentar os irmãos.Ajudou a criar os irmãos, com muita dificuldade, deslocando-se de uma cidade para outra junto com o Pai e os irmãos, sempre que a situação ficava mais difícil, no entanto, sempre voltavam para o Arraial. Por isso, considera-se que morou no Arraial de 1914 a 1970.

Quando era rapaz gostava de dançar, pescar, jogar rifa.Teve poucas namoradas, porque era muito tímido.
Quando morava na Caatingueira, chegou a frequentar uma escolinha do Modubim, mas foi com a Profa. Dondon Feitosa que aprendeu a ler, para poder votar numa eleição.

Casou-se aos 21 anos com  D. Virgínia, com quem teve 13 filhos, sendo 3 já falecidos.Passaram muitas dificuldades, enfrentaram grandes secas...mas sempre batalharam e se ajudaram.Enfrentaram secas tão severas, que chegou a fazer pão com a farinha de semente de Mucunã, para alimentar a família que tinha pouco o que comer.O casamento duradouro dos dois é exemplo para os filhos (78 anos de casados, até o dia em que D. Vírginia faleceu): a filha mais velha tem 58 anos de casada.

Trabalhos desenvolvidos:
Segundo o Sr. Lulu, “Não tem nada que não tenha feito, Só não pegou no que é alheio.”Ao longo da vida Fazia telhas e tijolos; Levava (Tangia) boiada de Tauá para Fortaleza; Em 1930 e 1931, Trabalhou no timbó (matando piranha nos rios e riachos)... Segundo o Vô...não ficou uma piranha viva! Nesse tempo, passava o dia todo com 1 pedaço de rapadura e litro de farinha.Chegou a fazer pente de chifre de boi para vender;Plantou roça.Sua esposa D. Virgínia, fiel companheira e auxiliadora, procurava ajudar no que podia, fazendo panelas e potes de barro, vendia ovos, fazia chapéus de palha.

Em 1960 ganhou uma Bíblia do Pastor Vernard e depois aceitou Cristo como Salvador.Já são 54 anos no evangelho. Foi diácono por 10. Chegou a tomar conta da Igreja sozinho, quando não tinha pastor. Ainda hoje canta, cita versículos e fala do amor de Deus.

Segundo o Sr. Lulu:As melhores coisas que aconteceram em sua vida: ter aceitado a Cristo e ter conhecido sua esposa, seu grande amor.

Desde 1970 mora no Alto Brilhante.Na sequencia da familia são:10 Filhos,58 Netos,105 Bisnetos e 24 Tataranetos.

Para comemorar a data será realizado um culto em sua residência,na rua Fausto Barreto,as 19:00 hs desse sábado.

Com informações da familia.