BLOG DO EDY: AS PROFISSÕES MAIS IMPREVISIVEIS NO MERCADO DE TRABALHO

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

AS PROFISSÕES MAIS IMPREVISIVEIS NO MERCADO DE TRABALHO

Esqueça a ideia de um expediente tranquilo ou monótono. Fatos inesperados, desafios e obstáculos que saltam aos olhos a todo o momento são rotina para quem escolhe determinadas profissões em que a palavra de ordem é imprevisibilidade.
Segundo Renata Perrone, sócia da consultoria De Bernt Entschev Human Capital, resiliência, “jogo de cintura”, controle emocional, flexibilidade e capacidade de manter o foco - quando tudo parece desabar ao redor - são aspectos ainda mais necessários e valorizados no perfil destes profissionais. “São características que as empresas já valorizam em diferentes cenários, mas há profissões em que são mais solicitadas”, explica.
Levantamento exclusivo, feito pela De Bernt Entschev para Exame.com, traz as 11 profissões mais imprevisíveis do mercado de trabalho. Veja quais são as carreiras e confira desafios de cada uma delas.

Empresários, presidentes e diretores de empresas

Quem comanda uma empresa sabe a quantidade de assuntos e variáveis que influenciam o negócio. “Talvez esta seja a função mais imprevisível de todas”, diz Renata. De acordo com ela, se ao menor sinal de mudança, o profissional se descabela, definitivamente ele não está na função certa.Saber lidar com o mercado, conhecer os produtos e serviços, conhecer legislações de trabalho e consumidor, cuidar e motivar a equipe são apenas algumas variáveis.Por mais que se tenha toda a agenda planejada, tudo pode mudar.

Jornalistas, repórteres

Fazer dos fatos a sua rotina de trabalho é abrir as portas para o imprevisível. Acontecimentos inesperados alimentam o dia a dia de repórteres e são o gatilho para grandes coberturas da imprensa.Por se tratar de uma área ampla, é possível trabalhar com jornalismo e escolher cenários menos caóticos. Mas, sobretudo para os repórteres de editorias como cidade, Brasil e internacional, a imprevisibilidade é a alma da profissão.Conflitos, enchentes, incêndios, acidentes, mortes dão o tom do dia a dia profissional. Por isso, curiosidade e flexibilidade para encarar as reviravoltas do expediente são urgentes no perfil de quem quer seguir na profissão.

Profissionais de TI

Tudo vai bem quando de repente o sistema falha, sem razão aparente ou explicação. Está instalado o caos na empresa. É hora de escalar a equipe de TI para resolver o problema o mais rápido possível, sob o olhar aflito e irritado do restante dos funcionários da empresa.“Quando tudo vai bem, ninguém nem se lembra. Mas, são profissionais que atuam sob pressão para achar a solução rapidamente quando algo dá errado”, diz Renata.Por aí já dá para ter uma ideia de que o dia a dia do profissional de TI pode ser bastante imprevisível. E quando maior a empresa, mais complexos os desafios.Além disso, Renata as rápidas mudanças no setor, fazem com que o que é novo em um dia é obsoleto em outro. 

Profissionais de logística e comércio exterior

Trabalhar com logística e comércio exterior é escolher um dos cenários mais desafiadores do Brasil, diz Renata.Muitas vezes, a única previsão possível é a de caos. “Os profissionais já contam com a imprevisibilidade no seu planejamento”, afirma a sócia da De Bernt Entschev. Gargalos portuários, greves, bloqueios nas estradas e uma complicada legislação são algumas das variáveis na rotina destes profissionais, segundo a especialista.

Médicos, socorristas, enfermeiros (profissionais de saúde)

A vida humana é imprevisível, por excelência. E quem lida com a saúde das pessoas precisa estar preparado para agir rápido em um cenário mais do que propício para súbitas mudanças.Agravações clínicas, infecções inesperadas, pacientes com situações diversas a todo momento são rotina. E no meio disso tudo a pressão pela identificação de sintomas e a precisão ao diagnosticar problemas que pode determinar o sucesso ou não de um tratamento.Plantões nos setores de emergência dos hospitais ou em serviços de atendimento móvel de urgência são exemplos claros do quanto pode ser inconstante o trabalho na área.

Profissionais de segurança, policiais, bombeiros

Além do cenário imprevisível no que diz respeito aos acontecimentos, profissionais da área de segurança pública e privada convivem com o risco da morte de si e de outros todos os dias. “São profissionais que vivem do inesperado”, diz Renata. Trabalhar com recursos limitados, vítimas ou reféns em circunstâncias adversas são alguns dos fatores citados pela especialista.

Operador, corretor de ações:

O céu e o inferno em um mesmo dia. Assim Renata define a rotina dos profissionais que trabalham no mercado de ações.Embora não haja mais pregão presencial com aquela gente toda gritando ao telefone, os altos e baixos da bolsa e do expediente dos operadores é realidade. “São pessoas que até se deixam exaltar acompanhando o cenário de mercado e que assumem riscos”, diz Renata. Na opinião dela, o operador precisa ter equilíbrio para dosar momentos de cautela e os de arriscar. Capacidade de improviso e de resposta rápida em cenários adversos também é muito importante nesta profissão, diz.

Profissionais da área financeira (bancária e empresas)

Apesar de expediente um pouco mais tranquilo do que o de um corretor de ações, os profissionais da área financeira também enfrentam cenários que podem se alterar rapidamente.Novas regras e intervenções do governo, além das mudanças no mercado influenciam negócios tornando investimentos vantajosos e vice versa. “Há muito risco envolvido”, diz Renata.
Gestor de projetos
Custos, qualidade, escopo, pessoas, tempo, prazos, recursos físicos. O objetivo do gestor de projetos é equilibrar tudo isso tendo em vista o alcance de seu objetivo final. E no meio do caminho ajustar seu planejamento a partir das imprevisibilidades.“São pessoas organizadas que seguem um cronograma e já têm uma atitude preventiva e de verificação de possíveis gargalos”, diz Renata.

Vendas

“Para quem é da área de vendas, cada dia é um dia”, diz Renata. Se em uma semana, o esforço não rende um só negócio, na outra podem surgir recordes que salvem o mês de um vendedor.Além do ambiente imprevisível, o salário de quem trabalha com vendas e recebe por comissão também é.“São pessoas que têm forte capacidade de reação frente a momentos adversos e que precisam também de muita resiliência para enfrentar os muitos nãos que recebem”, diz Renata.

Psicólogos, profissionais de RH, psicólogos, headhunters

“Quem escolhe lidar com pessoas precisa estar preparado para reações imprevisíveis”, diz Renata.Atitudes e comportamentos inesperados, perfis difíceis, humores inconstantes são parte da vida profissional de psicólogos, profissionais de RH e headhunters.Propostas recusadas de última hora, pedidos de demissão inesperados, melindres, ataques de raiva pedem muita resiliência a estes profissionais, de acordo com a especialista.